Deus no banco dos réus

Há quase 2.000 anos Deus esteve num tribunal. Foi um tribunal romano, um tribunal gentio. Jesus – o Deus encarnado – foi julgado primeiramente pelos religiosos que declararam a sentença: “crucifica-o!”. A religião preferiu um Jesus morto, como o faz até hoje.

Diante de Pilatos, um governador romano, Jesus foi questionado: “Tu és rei?”

Leia o texto na íntegra:

Disse-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Jesus respondeu: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz. João 18:37

A resposta de Jesus foi cheia de significado, embora Pilatos não entendesse. Pilatos esteve diante do rei supremo, dono de todo universo. Não encontrando em Jesus crime algum, o governador lava suas mãos numa tentativa de se ver livre da culpa da condenação de um inocente.

O fato, porém, é que o homem natural está indesculpável diante do Deus Santo. De nada adianta lavar as mãos. É necessário uma posição.

Pilatos ficou cara a cara com a verdade. Jesus é a verdade, a vida e o único caminho que leva o homem de volta à presença de Deus, que um dia esteve no banco dos réus.

Talvez Ele possa estar hoje novamente no banco dos réus, no tribunal do seu coração. Ele veio para ser rei, para reinar no coração humano. Quando o homem entende isso e aceita a Jesus como único salvador, começa a viver uma nova vida, pois recebe o perdão do Senhor e a paz com Deus.

A melhor sentença é: “Eu quero Jesus vivo em meu coração!” Ele também é advogado e defende nossa causa, porque pagou um alto preço na cruz do calvário.

É bem melhor ter Jesus vivo agora em seu coração do que você ser réu no tribunal de Deus depois.

Terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo. Hebreus 10:31

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: