Atire a primeira pedra

Vivemos num mundo onde os requisitos são fundamentais para “se chegar lá”. No âmbito profissional, quanto melhor for seu currículo, mais fácil conseguir seu emprego. Na área afetiva – do relacionamento pessoal – o mundo também possui seu padrão: a beleza exterior e até mesmo o bolso cheio de grana garantem a “vitória”. E assim os povos vão caminhando, em direção a uma imaginação vã, porém em uma direção contrária ao Deus Vivo (cf. Salmo 2:1). O Senhor não trabalha com aparências e qualidades meramente humanas. Isto é inútil para Ele, porque todos pecaram e destituídos foram da Sua Glória (cf. Romanos 3:23). E em meio a este mundo existem dois tipos de igreja, dentre uma lista relatada pelo Senhor em Apocalipse: Uma preocupada com seus direitos – Laodicéia (direitos do povo) – e outra preocupada com o amor genuíno, não fingido, fraternal – Filadélfia. Foi sobre essas igrejas que o Espírito Santo deixou seu ensino, implícito na passagem em que os religiosos levam até Jesus a mulher surpreendida em adultério. Estavam ali naquele dia um grupo de “perfeitos”, uma imperfeita e o Perfeito. O grupo de “perfeitos”, ao questionarem Jesus sobre o que deveria ser feito àquela imperfeita, receberam senão o silêncio do Perfeito. Num gesto totalmente significativo para nós, Jesus se inclinou – Se Ele não se inclinasse, estaríamos perdidos sem o seu Perfeito Amor – em seguida Ele começa a escrever na terra – Sim, é Ele quem escreve uma nova história em nossos corações. Insistentemente os “perfeitos” questionam ao Senhor mais uma vez. O Mestre então responde com uma palavra que estremeceu as consciências e derrubou as pedras já postas para a morte. Eles tropeçaram na Pedra Viva! E realmente, nunca ninguém falou como Jesus: “Quem de vós estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar uma pedra.” (cf. João 8:1-11). Quem se aproxima do Perfeito em busca de justificação própria, será acusado pela própria consciência endurecida. Quem é imperfeito e busca no Perfeito com arrependimento, receberá seu amor, perdão e salvação. De qual igreja você faz parte? Aquela que anda em busca dos seus direitos, mais preocupada com sua “perfeição” e “qualidades” visíveis? Ou aquela que ama e que demonstra seu amor através da fraternidade (entre irmãos), suportando e perdoando uns aos outros em amor? A escolha é pessoal. Mas lembrem-se: todos nós somos imperfeitos e nenhum pensamento está oculto diante do Senhor. O Deus Onisciente e Perfeito conhece tudo. E toda obra será manifesta, seja ela boa ou má. Finalizando: Uma igreja vai permanecer com Jesus e a outra vai ficar longe Dele! Qual delas? A reposta está clara.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: