O mais belo encontro

“A misericórdia e a verdade se encontraram; a justiça e a paz se beijaram.”
Salmos 85:10

Já ouvi dizer que Deus viveu um grande dilema quando se deparou com a queda do homem. Há muitos que pensam que Deus levou um susto quando a coroa da sua criação pecou. “E agora? O que fazer?” Poderia estar tudo fora do Seu controle. Mas não! Eu quero dizer a você amigo(a) leitor(a): O Senhor não fez nada correndo em relação à nossa vida. Tudo já estava preparado. Ele não perdeu o controle da situação. Ele continua sendo Deus e Soberano Criador. O Seu Trono subsiste eternamente e nada, absolutamente nada pode abalá-lo. Ao ver o homem naquela terrível condição, Deus o amou de tal maneira a ponto de desejar resgatá-lo. O Criador poderia ter escolhido o jeito mais fácil; o jeitinho que nós gostamos muito, como por exemplo: “não tenho nada a ver com isto!”, “lavo minhas mãos”, “E eu com isso?”, “do que me importa?”. Mas Ele não foi covarde como muitas vezes nós somos. Manteve-se firme em Seu propósito, porque não pode negar-se a si mesmo (cf. 2 Timóteo 2:13). Ele não poderia abrir mão de seus atributos. Como Deus justo, precisava aplicar sua justiça, pois é tão puro de olhos, que não pode ver o mal, nem injustiça alguma contemplar (cf. Habacuque 1:13). O Deus cheio de qualidades preferiu se compadecer, preferiu sofrer a dor da morte, preferiu amar, preferiu perdoar, preferiu ser humilhado, preferiu salvar. Que gesto maravilhoso! A Graça é a nossa maior dádiva e o Deus Trino deixou sua marca nessa tão grande Salvação. Na cruz se cumpriu uma profecia, um “encontro”, e nela seus atributos foram mais uma vez satisfeitos: A misericórdia do Pai e a verdade na pessoa bendita do Seu Filho se encontraram; a justiça do Deus Eterno e a paz de Jesus Cristo (o Príncipe da paz) se beijaram. E este belo “encontro” abriu para nós um novo e vivo caminho, o caminho de volta à Vida Eterna, na doce direção do Espírito Santo. Aleluia! Digno é o Senhor!

2 respostas para “O mais belo encontro”.

  1. Muito bom texto. De fato, na justiça perfeita de Deus, nós pecadores não poderíamos ficar sem castigo. No amor perfeito de Deus, não poderíamos ficar sem salvação. A saída para esse dilema era uma só: castigar e justificar. Glória a Deus por Sua maravilhosa graça!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Como diz a Palavra: “O castigo que nos traz a paz estava sobre Ele e pelas Suas pisaduras fomos sarados.” Louvado seja o Senhor! Grato pela visita e contribuição.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: